Sol em Câncer – O Solstício de Inverno ( O recolhimento)

20 de junho de 2015 Artigos no comments

SOL entra em CÂNCER

21/06/2015 – 13:38

* Conjunção com Marte (em Gêmeos)

* Solstício de Inverno

 

———————————

 

O SOLSTÍCIO DE INVERNO

É mais um momento de agradecimento pela vida. Cada Solstício/Equinócio proporciona a todos (sem exceção) uma sintonia fina com a natureza da vida.

Sem dogmas.

Sem religiões.

Sem ideologias.

Sem conceitos prontos…

Simplesmente a natureza conduzindo a vida…

O comportamento é alterado de acordo com a estação do ano. O estado de humor, saúde, disposição… Quando há a alteração de estação não há como não perceber a sensação interna de que a vida “é algo que está em constante movimento”.

O inverno traz o momento de recolhimento para a meditação e aprofundamento nos caminhos do desenvolvimento da própria sabedoria. É uma estação fiel e confiável pela conexão que traz com a verdade interior. Cada um oferece a si mesmo uma quantidade maior de conexão com suas próprias identidades pessoais sempre se reestruturando com maior força.

É hora de incentivar o crescimento interior… Toda semente plantada reconhece na terra a energia necessária para a nutrição da raiz que no futuro desabrochará na primavera.

Todo inverno representa simbolicamente a necessidade de se desprender do apego aos sonhos, focando na estruturação e manutenção da firmeza da própria essência para somente aí poder sentir a amplitude da abertura que se pode ter para esses sonhos.

Não se apegue aos sonhos. Abra-se para eles.

É uma “quase sutil” mudança de abordagem nessa etapa introspectiva da alma.

 

—————————————————

 
SOL em CÂNCER

21/06/2015 – 13:38

*Conjunção com Marte

 

Vamos voltar um pouco ao passado?

Esse ciclo solar traz um impulso coletivo para que cada um direcione o olhar para a criança interior. É hora de cuidar dela comparando o que foi feito de seu caminho até agora e que “sonhos dessa criança” foram deixados para trás?

Ao mesmo tempo em que a mudança de estação traz a nítida sensação do movimento da vida, pode ser sentida como um sinal de amadurecimento da própria criança. Mas crescer significou “deixar o que pra trás?”. Qual preço se escolheu pagar durante “o trajeto até aqui?”.

Há em todo ser humano um espaço de carência a ser preenchida com realizações e conquistas que nesse momento dependem dessa introspecção. Que cada um faça com que esse ciclo energize sua essência sem os limites mentais de racionalização. A meditação e introspecção não necessariamente necessitam da interferência (invasiva e quase sempre nociva) do raciocínio lógico analítico.

É hora de se abrir e não de se apegar… É investindo Amor e harmonia na sua relação consigo mesmo que fará com que o amor próprio traga a nutrição necessária pra essa semente ter uma raiz saudável. É a gestação canceriana promovendo possibilidades infinitas de se “re-sintonizar” com os desejos daquela criança citada no 1o parágrafo.

A qualidade dessa sintonia virá à tona de um jeito ou de outro, na primavera.

A conjunção com marte pode fazer com que se busque a satisfação das carências antes mesmo de identificar quais são exatamente elas. Esse é um desafio desse ciclo. Controlar a ansiedade e fazer com que a paciência seja aliada da sabedoria, enquanto a impulsividade traz mais riscos de escolhas/decisões equivocadas.

Deve ser comum haver mais presença da família. Marte também impulsiona as pessoas a se comunicarem e se relacionarem. Acontecer de forma positiva ou não vai variar de acordo com cada relação e postura de cada um em cada situação, mas o impulso para se aproximar e “beber da energia familiar” estará.
A imaginação estará fértil, mas nem sempre sintonizada com a verdade. É outro desafio fazer com que a imaginação não ocupe espaços indesejáveis e se torne um problema real.

Identificar a qualidade energética do momento e saber compreender esse contexto dentro de todas as relações pode ser primordial para manter os contatos de forma positiva e harmoniosa.

Cuidar da própria subjetividade é um dever que cada um tem com si próprio.

Recolha-se nesse momento para olhar para si. Não há como fazer a germinação acontecer antes da natureza da sua gestação… Como diz a música…

“… Conhecer os desejos da terra… Cio da terra propícia estação… E fecundar o chão…”.

 

LUZ PAZ AMOR HARMONIA PROSPERIDADE

Carlos Falcão

Sobre o Autor

Astrólogo e psicólogo (UniFMU – 98), Terapeuta Reikiano, Membro Rosacruz (AMORC), Grande Fraternidade Branca e Xamanismo, Carlos Falcão é autor de diversos artigos e do E-book “Aprendendo a Ler o Mapa Astral”, tambémé Conselheiro na atual gestão da CNA. Como profissional, seu trabalho segue uma linha terapêutica (Astropsicologia), Atende nas áreas Clássica, Cármica além de fazer previsões e sinastrias, tendo sido também um dos pioneiros em atendimentos on line unindo Psicologia e Astrologia.

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *