Posts by: cnastrologia

Mau tempo na Economia dos EUA

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: a partir de janeiro/2010 Comentários desativados em Mau tempo na Economia dos EUA

Há uma espécie de nuvem negra sobre os EUA. O rei George, conhecido como o Imbecil, não apenas jogou a população penhasco abaixo para o mar, como ainda ajudou amarrando pedras nos pés de todos. Os preços da gasolina estão na estratosfera, puxando os preços de praticamente todo o resto, com exceção dos lucros sobre valores excedentes de nossas hipotecas e a nossa carteira de ações, que despenca. A guerra no Iraque é um atoleiro imundo, em que qualquer movimento para nos tirar dele requer a coragem necessária para abrir uma ferida mal fechada. O Afeganistão, por sua vez, parece ter um potencial de buraco de escoamento, não se emendou na hora certa e agora exige um altíssimo preço em sangue e dinheiro. E, acima de tudo isso, paira nosso imenso e sempre crescente débito com a China e nossa debilitante dependência de petróleo importado, que não nos permite esquecer da nossa imensa inabilidade para manifestar os requisitos materiais básicos da independência e da liberdade das quais gostamos tanto de nos gabar. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

Símbolos para grandes objetos trans-Netunianos

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: a partir de janeiro/2010 Comentários desativados em Símbolos para grandes objetos trans-Netunianos

Recentemente foram descobertos alguns grandes objetos externos ao Sistema Solar. Discutiu-se muito o fato de serem ou não planetas, e eles acabaram caindo no gosto popular. Dificilmente a IAU (International Astronomical Union, ou União Astronômica Internacional, que reúne astrônomos de todo o mundo) vai dar a eles símbolos (se entendi bem, a IAU tem um símbolo default, que consiste no número do objeto dentro de um círculo), mas eu gostaria que houvesse ao menos alguns símbolos extra-oficiais. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

Três genituras de Antígono de Nicea(1)

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: a partir de janeiro/2010 Comentários desativados em Três genituras de Antígono de Nicea(1)

Ephaistio de Tebas, após haver parafraseado o capítulo sobre dignidades do Tetrabiblos Ptolomaico (IV,3) e ter feito referência ás opiniões de Doroteu e de Porfírio, nos relata a genitura do imperador Adriano documentada nos escritos de Antígono de Nicea, astrólogo do século II D.C.O nativo foi reconhecido por W.Kroll como o Imperador Adriano (CCGAV VI, pág.67). Ele foi aclamado imperador aos 42 anos de idade e morreu em 10 de Julho de 138, no seu sexagésimo terceiro ano.Nasceu em Itálica, no sul da Espanha, em 24 de Janeiro de 76, de Aelius Afer e de Domitia Paulina. Seu tio-avô Elio Adriano, que era perito nos movimentos celestes, tinha lhe prognosticado o império (scriptores Historiae Augustae, Hadr.2,4).Depois de ter perdido o pai no ano de 85, foi colocado pela mãe sob os cuidados de dois tutores, um dos quais Traiano, embora talvez o astrólogo faça referência á adoção de Adriano por parte de Nerva, crf F.H. Cramer, Astrology in Roman Law and politics, Philadelfia 1954, 170. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

"Entrevista" com Kepler

27 de janeiro de 2011 Artigos, Entrevistas Comentários desativados em "Entrevista" com Kepler

“Entrevista” com Kepler

No congresso comemorativo de 60 anos da fundação da Associação Alemã de Astrólogos (Deutscher Astrologenverband – DAV) em 2007, Ernst Ott incorporou a figura de Johannes Kepler (inclusive os trajes da época) para divulgar as idéias desse grande astrólogo. Nosso representante para países de língua alemã, Markus J. Weininger encontrou esta curiosa “entrevista” com Kepler, publicada no site do DAV e que gentilmente nos autorizou a tradução e reprodução.

por Ernst Ott, tradução do alemão: Markus J. Weininger

Sr. Kepler, o Sr. não participou de nenhum congresso astrológico desde 1630. Qual é o motivo para isso?

É que morri naquele ano. Porém, por isso mesmo é uma grande alegria poder falar aos seus leitores agora – e será uma imensa satisfação festejar o meu retorno justamente no congresso comemorativo da DAV.

Como foi que o Sr. chegou à Astrologia?

Não entendi a sua pergunta. Tive o privilégio de poder frequentar uma escola já a partir de 1584, e quem aprende a ler e escrever, naturalmente também aprende Astrologia! Nos meus estudos na Universidade de Tübingen, então, eu lia os mapas astrais dos meus colegas de aula, – percebi que eu tinha mais facilidade que outros – e recebi um retorno muito positivo. Para meu Sol em Capricórnio foi um encorajamento importante para eu continuar os estudos; aliás, estou estudando até hoje, pois a aprendizagem na Astrologia nunca acaba. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

A Alma do Astrólogo

27 de janeiro de 2011 Artigos, Internacionais Comentários desativados em A Alma do Astrólogo

Muito do material escrito no campo da astrologia é naturalmente direcionado para aumentar nossa eficiência no uso do mapa como uma ferramenta para ajudar nossos clientes. Apesar de que ajudar as pessoas é uma parte integral e satisfatória do meu trabalho, não é minha motivação primordial para trabalhar como um astrólogo.

Eu não escolhi estudar Astrologia. A Astrologia me escolheu. Ela me agarrou pelo tornozelo uma tarde, numa pequena varanda empoeirada em Green Park Road em Nova Delhi, Índia, no meio de dezembro de 1980, e nunca mais me deixou escapar. Eu tinha sido convidado para me reunir a uns amigos numa visita a um astrólogo que eles tinham descoberto. Na época, isto era só uma farra, uma coisa divertida para fazer como distração numa tarde em Nova Delhi. Eu estava muito mais interessado em uns prospectos de um passeio kamikazi pelas ruas lotadas de Nova Delhi, num taxi de três rodas, do que na consulta mesma. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

Lunação em Virgem: a disciplina que liberta

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: a partir de janeiro/2010 Comentários desativados em Lunação em Virgem: a disciplina que liberta

Esta Lua Nova ocorre à 16h59m do dia 30/08/2008, a 07°48’ de Virgem, com Ascendente em Aquário – e o mapa respectivo terá os seguintes aspectos:

* Sol e Lua trígono Júpiter
* Sol e Lua conjunção Saturno
* Mercúrio conjunção Vênus e Marte
* Mercúrio e Vênus quadratura Plutão
* Marte quadratura Júpiter
* Júpiter trígono Saturno
* Netuno conjunção Nodo Norte

Todos estarão procurando a responsabilidade como meta de vida. Não há espaços para a inconseqüência. Aproveitemos este momento para definir as metas. Quando nos deixamos levar pelas circunstâncias e vivemos ao sabor dos ventos, somos escravos, mas quando obedecemos aos nossos planos feitos, somos senhores da situação e guiamos a nossa própria vida. É neste sentido que Renato Russo diz, na música ‘Há Tempos’, que “disciplina é liberdade”. Disciplina, assim vista, trazendo também o prazer e criatividade. Trata-se de um processo onde a pessoa faz o papel de protagonista, não de coadjuvante. Ou seja, busca a autonomia, que está proposta por Sol e Lua em conjunção a Saturno em trígono com Júpiter. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

O Eclipse Solar total de 1 de agosto de 2008

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: até dezembro/2009 Comentários desativados em O Eclipse Solar total de 1 de agosto de 2008

1. Com base no eclipse total, qual sua previsão para os Jogos Olímpicos?

Barbara Abramo

Barbara Abramo responde:

Entendi que sua pergunta se refere ao que o eclipse pode significar para as Olimpíadas. Não se trata de uma previsão sobre as Olimpíadas. Com base nisso, a resposta é que não acho que vai acontecer nada dramático e portentoso lá na China nessa ocasião. A carta do eclipse para Beijing anuncia um Asc em Capricórnio com Júpiter retrógrado nas imediações. Júpiter é o planeta dos esportes, e em retrogradação e no signo em que está, expressa um período de ajustes, de elaboração, ajustamentos em relação às relações com equipes estrangeiras, talvez. Possivelmente o eclipse solar se traduza em algum problema relativo ao gerenciamento de equipes e à mecânica do evento, no caso Olimpíadas. De todo modo, o esforço será no sentido de garantir a credibilidade da China junto aos participantes. Um olhar pessimista veria a chance de um problema grave relacionado a alguém esportista, devido ao fato de Marte estar na casa 8 e de Saturno regente do Asc também. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

O Último Grau de Plutão em Sagitário

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: a partir de janeiro/2010 Comentários desativados em O Último Grau de Plutão em Sagitário

Plutão enfim chegou ao grau 29 de Sagitário. Como sempre com retrogradações eventuais, mas já prenunciando a virada de 2009 com sua entrada em Capricórnio. Se por um lado é cedo para fazermos balanços, é certo que estamos na “raspa de tacho”, no “fim do fim”, do desgaste desta energia e da finalização deste processo coletivo.

Sabemos que, se de um lado Plutão potencializa todos os valores e áreas da vida regidas pelo signo em que está, de outro, o faz dentro de seu estilo energético particular: traz à tona, faz aflorar o oculto, o mal trabalhado, o mal resolvido naquele setor, através de escândalos, crises intensas, muitas vezes relacionadas a perdas de vidas em massa ao nível de Astrologia mundial; em segundo, potencializa, no sentido de que exacerba o poder das áreas regidas pelo signo, traz mais pressão, mas ao mesmo tempo muito mais dinheiro e poder para aquelas entidades que se tornam coletivamente glamourizadas como referências de poder individual; em terceiro traz transformações resultantes de crises, derivadas de conflitos entre vontades potencializadas, sejam ao nível individual, coletivo ou mundial. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

A Revolução Solar do Brasil em 2007

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: até dezembro/2009 Comentários desativados em A Revolução Solar do Brasil em 2007

Há registros bem antigos do uso da técnica da revolução solar na análise astrológica, aplicáveis tanto em indivíduos, quanto países. Os antigos astrólogos recomendavam, ainda, que era de importância capital analisar a revolução solar do dirigente político de proa. Ou de um general, em caso de guerra. Estas recomendações, feitas e praticadas por astrólogos da estatura de Guido Bonatti no final da Idade Média, foram seguidas até mais tarde. No século 18, por exemplo, temos Partridge e William Lilly como seus expoentes na língua inglesa. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

Análise dos Candidatos à Prefeitura de São Paulo – 2008 Utilizando a técnica de Ciclos Planetários

27 de janeiro de 2011 Artigos, Diversos: até dezembro/2009 Comentários desativados em Análise dos Candidatos à Prefeitura de São Paulo – 2008 Utilizando a técnica de Ciclos Planetários

Para analisar e elaborar a previsão das eleições municipais de São Paulo em 2008, estou utilizando a técnica de ciclos planetários do livro “Livro Completo de Astrologia Prática” de Edward O. Hammack Jr., publicado pela Editora Pensamento.

Analisei a fase em que cada um dos três primeiros candidatos estava, além disso, avaliei o que foi plantado por cada um deles na fase anterior.

Os ciclos são divididos em 14 anos, considerando Saturno em trânsito fazendo aspecto com o Sol Natal. Os ciclos 01, 01-02, 02 e 02-03 são considerados “piores”, quando não devemos esperar muitas coisas boas, apenas muito trabalho para estruturar o futuro. Já os ciclos 03, 03-04, 04 e 04-01 são os ciclos considerados “melhores”, quando colhemos os frutos e temos maior facilidade para obter resultados na vida. CLIQUE E SAIBA MAIS ----------------------------------------------------------------------------------

Translate »