Solstício e Lunação: Sol e Lua entram em Capricórnio hoje

21 de dezembro de 2014 Notícias 1 comment

Da mesma forma como fiz ao falar sobre alguns conceitos negativamente cristalizados sobre alguns signos na época da Lunação de Escorpião farei com o também muitas vezes injustiçado Capricórnio.

A fama de rigidez, inflexibilidade, “secura afetiva” e conservadorismo em geral são consequências de reflexões ou julgamentos um tanto quanto precipitados. Não questiono que ele se apresente assim, mas vamos ver um pouco além daquilo que é aparente.

Vamos lembrar que Capricórnio faz parte do “eixo das emoções” juntamente com seu oposto, Câncer. Isso não significa que Câncer “fica com 100% da sensibilidade” presente nesse eixo e Capricórnio 0%. Há quem tenha essa tendência. Ao contrário, acredite se quiser, Capricórnio é tão sensível quanto Câncer, apenas isso não é “visível” com a mesma facilidade que se vê no “infantil” signo de câncer. As reações são diversas. Enquanto um “choro canceriano” sensibiliza, retesar as emoções e endurecê-las como defesa é algo normalmente tido como ausência de emoções enquanto na verdade é uma defesa reativa.

Capricórnio “segura internamente” as emoções, retendo-as porque a natureza capricorniana defende sua meta/caminho de tudo o que possa atrapalhar o bom andamento do que está “nos trilhos”. É importante alcançar os objetivos para poder se sentir aceito socialmente. E quem tem “o poder” de bagunçar isso tudo? Sim… Elas… As emoções. Em capricórnio elas “apenas ficam represadas”, e são expressas de forma diferente do que em câncer que transborda as emoções de forma um pouco mais vulnerável. Capricórnio é a parte amadurecida do eixo enquanto Câncer é a infantil. As sensações internas e emoções são tão intensas em Câncer quanto em Capricórnio. O que muda é como cada um reage. Uma criança (câncer) chora ao cortar e sangrar o dedo. O mesmo corte em um adulto/idoso dificilmente provocaria a mesma reação. A dor/incômodo/etc. é a mesma. Só a reação que muda.

Sobretudo quando falamos de uma lunação em capricórnio não estamos falando de um momento onde “as emoções estarão secas”… Ao contrário… Elas sempre estarão tão borbulhantes quanto em Câncer, mas aqui elas têm um porto seguro mais maduro, estável e capaz de “segurar a onda” mantendo as emoções sob um mecanismo de controle amadurecido (se o arquétipo está bem posicionado no mapa individual) ou rígida e inflexível (se Capricórnio for uma vibração tensa)… É um controle diferente daquele que se encontra em Escorpião. Escorpião congela, Câncer transborda e Capricórnio represa. Faz isso por puro medo de ter seu lado mais íntimo (emoções) exposto e “sujeito a rejeições”. Reter é a forma que capricórnio se defende. Quem está “de fora” acha que ele é seco e rígido “porque gosta” ou porque “é assim, frio…”. Mas a verdade é realmente outra… A frieza sempre aparente é praticamente pura inibição/medo.

Dizer de forma simplista que capricórnio é frio é absolutamente injusto. Como dizer que Gêmeos é “galinha”, Escorpião “do mal”, Leão “metido” e Touro “materialista”. Sempre há um universo psicológico bem amplo por trás. E para entender também as lunações e os processos internos que acontecem em sincronicidade com os ciclos há que se olhar as análises com um nível razoável de profundidade para quebrar conceitos cristalizados e que limitam as possibilidades ilimitadas de autoconhecimento que a astrologia oferece.

Não vamos deixar de “sublinhar” que a rigidez e a inflexibilidade são SIM energias de capricórnio. O chato… Que cobra… Que sentencia e julga. A responsabilidade é grande em cumprir essa função, e por isso algum nível de rigidez é necessário. Porém mais que entender “o sintoma” precisa-se compreender “os processos internos” que levam cada signo a ter sua singular forma de “existir” no mundo.

Nessa lunação capricorniana a necessidade de administrar bem as relações pessoais fica evidenciada e há que se preocupar em buscar sempre um equilíbrio entre o quanto se pode/deve expressar e o quanto se deve gastar de energia interna pra manter suas emoções contidas e/ou expressas de forma restrita. As relações pessoais estarão submetidas a esse mecanismo e nem sempre é fácil lidar com isso, o que ajuda a cada um ficar mais “na sua” ou até mesmo se posicionar de forma paternalista frente a um grupo, a família ou em situações de trabalho onde se tenha uma função de gerir pessoas.

A mudança de tom é mais que nítida. Saindo do expansivo Sagitário que amplia os horizontes, agora é uma boa hora de identificar rumos consistentes e palpáveis, selecionando, diminuindo e restringindo opções para oferecer um rumo concreto de desenvolvimento das ideias. Separar aquilo que se pode alcançar daquilo que é utópico. Colocar os pés no chão para começar a (de fato) caminhar. De preferência mantendo ideias que sejam estruturadoras de uma segurança, estabilidade e base bem alicerçada. A ambição bem dirigida e responsável pode oferecer ótimos impulsos de concretização.

Quais são as responsabilidades que a vida está lhe colocando na frente? Já são também decorrentes de escolhas feitas e que agora lhe determinam os frutos. Assim como ao mesmo tempo em que colhe está plantando os que vai colher ali na frente. O senso de responsabilidade nutrindo o cuidado com esse caminho vai ajudar a minimizar qualquer incômodo ou sensação de sacrifício que são esperadas. Assumir seus compromissos nesse momento se torna um ato de evolução e amadurecimento que só traz benefícios, apesar de não ser simples dar conta das demandas e os degraus da evolução. Capricórnio exige realmente esforço, determinação e perseverança abrindo espaço para evoluções extremamente significativas. Alicerces mais sólidos podem ser constituídos e/ou construídos. A área da vida onde haverá essas vibrações com maior ênfase estará descrita individualmente em cada carta astrológica natal, de acordo com a casa astrológica onde esteja capricórnio, bem como o posicionamento e interações de Saturno, seu planeta regente.

São necessários alguns cuidados com a mudança de ciclos. Ainda pode haver resquícios de “exageros sagitarianos” interagindo por algum tempo com a forma mais rígida de capricórnio se posicionar. Isso pode criar algumas tendências mais ditatoriais em julgamentos e ações, deteriorando relações interpessoais. E não parece ser bom momento pra isso. Fanatismo rígido pode trazer posturas indesejáveis corroendo de forma irreversível contatos positivos. É hora de segurar um pouco qualquer impulso mais efusivo em julgar o outro.

O caminho sempre certeiro para lidar bem com a energia capricorniana é buscar observar os sábios, os mais velhos… Os anciões. A sabedoria que se adquire com o bom uso dos conhecimentos absorvidos pelas experiências de vida é o principal ingrediente para equilibrar a relação com o mundo.

Uma das principais ferramentas da sabedoria é o silêncio.

Vênus conjunto a plutão, ambos também em Capricórnio, solicita atenção no contato com o outro. Não deixar que a sensação de que algo não está certo provoque reações mais profundas do que necessário. Atitude muito restritiva ou até mesmo secreta com relação às finanças é algo que pode implodir qualquer casamento ou amizade.

É hora de fazer com que o equilíbrio maduro do bom senso mantenha a saúde dos relacionamentos interpessoais.

A entrada do Sol em Capricórnio também coloca a todos em maior contato com a ancestralidade familiar (Câncer – Capricórnio também formam o “eixo da família”). Há em algum nível (a proximidade das festas de final de ano colabora com isso) um estreitamento de laços psicológicos com essa vibração e sintonia familiar. Sendo positiva ou não há uma intensificação dessa conexão.

As metas “sonhadas libertariamente” em Sagitário agora precisam encontrar um meio de serem concretizadas objetivamente. Capricórnio é quem leva os rumos a sério a ponto de determiná-los. É a vibração que “sentencia” e obriga cada um a se posicionar. Ninguém fica em cima do muro. Nesse momento isso ajuda a impulsionar a transformação de reflexões e escolhas em ação com alguma lerdeza natural, porém com maior firmeza e determinação. Uma boa reflexão realizada nesse período pode gerar avanços nas jornadas pessoais fantásticos e irreversíveis.

O legado da maturidade capricorniana é irreversível. Nunca se perde as capacidades/talentos que se adquire quando se “passa pelo crivo” capricorniano.

Por isso é bom lembrar que todo e qualquer sacrifício nesse momento estará a serviço de algo realmente concreto e palpável. Evitar desperdiçar esforços em caminhos inférteis é fundamental para aproveitar essa energia para algo que “vai dar frutos”. Gastar energia a toa não irá trazer merecimento apenas por que houve sacrifício. Se não houver um objetivo claro, nítido e palpável a ser alcançado haverá apenas um esvaziamento de si mesmo, pois saber “para onde está indo” é parte fundamental dos aprendizados da vida.

Há que saber escolher… Saber se posicionar… Saber definir e determinar rumos…

Nesse ciclo cuide muito bem do seu humor. Capricórnio torna sim tudo mais contido, sério e carrancudo. Tenta não deixar essa vibração desprovida de bom humor tomar conta dos pensamentos e emoções. Ser sério não é ser “sem graça”… Não deixe o SEU lado capricorniano sufocar a alegria da criança que todo mundo carrega em sua energia vital.

Que não seja 8 nem 80, afinal sempre tem um meio termo com resultados melhores…

LUZ PAZ AMOR HARMONIA PROSPERIDADE

Carlos Falcão

Sobre o Autor

Astrólogo e psicólogo (UniFMU - 98) especializado em Adolescência, Terapeuta Reikiano, Membro Rosacruz (AMORC), Grande Fraternidade Branca e Xamanismo, Carlos Falcão é autor de diversos textos e trabalhos bastante reconhecidos na Astrologia, também atuando como colunista da CNA. Como profissional, seu trabalho segue uma linha terapêutica (Astropsicologia), Atende nas áreas Clássica, Cármica além de fazer previsões e sinastrias, tendo sido também um dos pioneiros em atendimentos on line.

One comment

  1. Posted on dez 21, 2014 at 5:52 PM

    Como escorpiano sei bem o que e ser 8 ou 80! As vezes preciso me policiar.Excelente texto. ABS!

    reply

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *