Trânsitos Celestes de 2009

atualizado em 9/10/11 | Comentários desativados

Os trânsitos celestes são representações das determinações familiares e afetivas, lógicas e profissionais, e humanas e políticas, no interior das quais existimos; as ações e as reações em relação a essas determinações produzem acontecimentos sempre inusitados e imprevisíveis. Essas atitudes produzem o futuro e o passado a cada momento, nascendo de cada gesto e palavra, a cada vez para todas as vezes.

Plutão, que leva quase trezentos anos para girar ao nosso redor simboliza as gerações, como aqueles que nasceram entre 1850 e 1870, quando o ex-planeta transitava no signo de Touro, e que viram o surto da indústria do petróleo, do aço e da eletricidade, e as cidades que rapidamente cresceram em luz e velocidade; ou daqueles que nasceram entre 1958 e 1972, quando Plutão transitava no signo de Virgem, e que vivem sob a ameaça da bomba, da difusão da pílula e da liberação feminina, e da revolução do comércio e dos serviços como base material da produção social. Agora o vulcânico Plutão transita no signo de Capricórnio até 2024, simbolizando a erupção no interior das estruturas que até agora pareciam sólidas, e que deverão ser abrangentes e flexíveis para enfrentar as dificuldades que as políticas do norte tendem a propagar pelo mundo. A última vez em que o pequeno planeta esteve em Capricórnio os Estados Unidos afirmaram sua independência em relação à Europa e fundaram a casa da liberdade, Sol em Câncer e Lua em Aquário; na Europa preparava-se a Revolução Francesa, a igualdade, a liberdade e a fraternidade. O retorno é como uma nova fundação, a reafirmação dos valores republicanos que presidiram o nascimento, um processo que terá sua culminância ao redor de 2019. Para isso terão de resolver o problema de uma tendência imperial global, até agora fundada numa política externa tosca e primitiva.

Para o hemisfério norte simboliza o frio, a necessidade e o rigor que avançam inexoravelmente até a metade dos anos vinte desse novo século, e a crise não é somente econômica e afetiva, mas é também da tecnologia e dos seus bens e males futurísticos, e da política que não sabe mais valorar, que se tornou, também, apenas um encontro para negócios privilegiados, em nome de alguém.

Para o hemisfério sul simboliza a erupção do calor de dezembro nas vidas de cada um, e os próximos anos serão definitivos para o estabelecimento de uma posição clara e relevante no império que se desenha. Para que isso ocorra serão transformadas as antigas estruturas burocráticas coloniais, escravistas e patrimoniais que subsistem sob um verniz progressista que, até agora, não trem sido mais do que o consumo de bugigangas alienígenas que mais destroem do que acrescentam à vida de cada um.

Até outubro de 2009 Saturno transita no signo da Virgem e para o Brasil, nascido em setembro de 1822, foram três anos de assumir a gravidade dos fatos e enfrentar crises estruturais muito sérias.Nos anos 50, com Saturno em Virgem, Getúlio voltava ao poder consagrado pelas eleições, e a Guerra Fria iniciava suas manobras na Coréia; e em 1978 e 1979 se editava a anistia e se pacificava o país, e um vento de renovação e alegria perpassava as terras daqui. Trinta anos depois revivemos muitos daqueles sentimentos, derrota e vitória, recomeço, mas principalmente desencanto com aqueles que lá faziam tão belos discursos Talvez hoje a intensidade se dê muito ao redor de moedas, não ao redor de idéias ou afeições. De todo modo poderemos dizer estivemos cegos e perdidos na tempestade, mas que, daqui a diante, caminhamos com certeza crescente e firmeza maior até 2019, quando Saturno chegar em seu signo, realçando as características de verão nas terras do sul do mundo, e de inverno lá embaixo, ao norte.

Os próximos anos são, de alguma forma, semelhantes aos anos 30 do século XX, com suas discussões entre o centralismo estatal e a livre iniciativa de cada um, inclinando a soluções totalitárias e burocráticas de controle e repressão, especialmente entre 2012 a 2019, E das resistências que se desenvolvem no meio de um controle total e absoluto sobre os objetivos e as metas de cada um. A uniformização disciplinada e homogênea dos vários nichos de consumo, desejo estimulado, marketing religioso, científico e político, comunicação absoluta que conduz ao silêncio.

De outubro de 2009 até outubro de 2012, Saturno transitará no signo de Libra, retornando à posição inicial no mapa dos Estados Unidos, que nasceram com Saturno a 14o desse signo. Os próximos três anos vão recorda-los do início dos anos 80, da década que se convencionou chamar de perdida, mas que viveu, em 1989, o desabamento da URSS e a vitória de Pirro dos norte-americanos, que gerou uma crise global entre os países que se alinhavam no interior do sistema bipolar das relações entre capitalistas e comunistas.Assim como existem relações tensas, no céu, entre Saturno e Plutão no final do ano, no mapa dos norte-americanos essa tensões irão se acumular ao longo dos próximos três anos, gerando a necessidade de redefinir os contratos e os laços com o resto do mundo, chegando finalmente a 2019 quando essa relações assumem, então uma forma definitiva para muitos e muitos anos.

As relações tensas de Saturno com Urano e Netuno na metade de setembro desse ano, em abril-maio e junho-julho de 2010 simbolizam a resistência dos velhos hábitos e a necessidade, a cada dia mais urgente, de renovar as formas de relação por causa da excepcional conexão que se estabeleceu entre todos no mundo que, até agora, produziu, como toda maquinaria, um grande distanciamento nas relações pessoais e concretas do dia-a-dia. Ou, em outras palavras, um mercado de papéis muito mais valiosos do que a realidade concreta de um indivíduo singular A compreensão de que quanto mais sabemos e podemos através da ciência e da técnica maiores são as zonas de escuridão e ignorância que produzimos, simétricas.

Júpiter e Netuno encontram-se em Aquário nos dias 27 de maio, 10 de julho e 21 de dezembro desse ano, o símbolo da alternativa e da fuga das situações saturninas que se apresentam de forma insistente desde o início de 2008, e que trazem as incômodas memórias e as antigas dívidas para serem saldadas. Júpiter e Netuno engrandecem os sonhos de resolução mágica e fantástica para os problemas crescentes que nos acossam.

Do hemisfério norte vem as modernas tecnologias de comunicação e transporte, prometendo facilidades imensas para a vida cotidiana dos sul-americanos; e daqui vai para o norte a possibilidade de uma vida mais pobre, serena e feliz, sem tantos escravos eletrônicos e mecânicos, mais próxima da idéia que se haverá de ter da comunidade nos anos que se aproximam, de Netuno em Peixes.

Os meses de dezembro de 2009 e janeiro de 2010 são extremamente ricos para aqueles que se dispõem a constituir as suas relações de modo mais simples e honesto, sem a mediação de tantas coisas. A tensão brota, aqui no lado de cima do mundo, do conflito entre as formas de acordo e contrato e as demandas individuais, e a estrutura tradicional de resolução de conflitos já não dá mais conta das questões; ao norte, na Europa e nos Estados Unidos, as grandes falências e a extrema dificuldade exigem audácia e originalidade política para emergir em 2013 renovados e fortes.

A festa do Solstício de Verão sempre recorda ao corpo que a natureza é dádiva e abundância, e o nosso agradecimento por isso. Seja como for adentraremos 2010 com uma profunda compreensão das relações de um grupo social qualquer, e que por trás do dinheiro e do consumo frenético existem relações que, para além da organização familiar e da ordenação profissional, são puramente humanas, os comuns. E são essas que orientam e conduzem as afeições e os objetivos, e não o contrário, como agora se pretende.