O Brasil e as Previsões do Novo Ano Solar pelo Mapa de Ingresso

21 de março de 2015 Artigos no comments

No dia 20 de março de 2015, às 19h46 (horário de Brasília), iniciou o Novo Ano Solar. No mesmo dia, às 06h36,  o Sol ainda a 29°27 do signo de Peixes, aconteceu uma Lua Nova com eclipse Solar total. Esses dois eventos astrológicos (e astronômicos) indicam uma mudança importante na energia planetária. É nesse momento que, para a Astrologia, inicia o ano solar regido pelo planeta Marte, segundo a Estrela dos Magos dos antigos Caldeus. Portanto, podemos concluir que essa regência indica, primeiramente, que este será um ano de ação, de energia intensa e, também, de violência e de guerra. Segundo a Estrela dos Magos os ciclos de regência acontecem a cada sete anos durante os quais os planetas e os luminares (Sol e Lua) se sucedem na seguinte ordem: Sol, Vênus, Mercúrio, Lua, Saturno, Júpiter e Marte. O cálculo da regência é feito dividindo o ano em questão (no caso 2015) por 7 e verificando o número de “sobra”. Será esse número que irá determinar o regente do Ano Solar considerando o ano zero como sendo o ano do Sol. 

Dito isso, levantamos o mapa do Ingresso do Sol em Áries cuja configuração nos dará indicações das energias planetárias a serem consideradas como agentes em astrologia mundial e, consequentemente, sobre o Mapa do Brasil Independência. No momento do ingresso, o Sol ainda temos em conjunção com a Lua (devido à Lua Nova), ambos em Áries, e mais adiante Urano e Marte, este em separativo. A conjunção Marte/Urano encontra-se em atividade desde o início de março, acentuando os efeitos nocivos como cisões políticas, movimentos separatistas e aumento da violência, atentados, acidentes aéreos, trens, motos e grandes máquinas, ações contra a polícia e o exército. Com o Ascendente do Mapa do Ingresso no signo de Libra podemos deduzir que ocorrerão esforços mundiais no sentido de pacificação e diálogo por parte das entidades internacionais. No Mapa do Brasil, o Ascendente em Libra cai na Casa 9 do natal, que é a Casa da justiça, do alto clero, e também da mídia, e das bolsas de valores, do turismo e do comercio internacional.

A quadratura entre Urano e Plutão, que continua exata, indica que o ano continuará cheio de tensões e confrontos, com movimentos radicais e extremistas. Muita destruição será causada por atos terroristas, mas também pelos cataclismos naturais. No momento do ingresso, Saturno encontra-se em Sagitário, porém em retrogradação e em tensão com Netuno. Podemos assistir a um aumento das mortes coletivas, como aquelas causadas pelo êxodo que diariamente acontece no Mar Mediterrâneo em consequência das fugas em massa causada pelas guerras intestinas nos países árabes da África do norte. Por causa desse êxodo, o Mar Mediterrâneo está se transformando num grande cemitério. O mesmo aspecto salienta ainda os acontecimentos religiosos, com grandes demonstrações de fé coletiva, porém em casos extremos pode ser causa de suicídios e mortes coletivas. Produtos como drogas, álcool, fumo, e outros, poderão ser alvo de medidas restritiva em vários países. Haverá ainda um grande descontentamento coletivo, uma espécie de decepção coletiva especialmente causada pela desigualdade social e pela pobreza. Júpiter, em Leão, e em retrogradação, salienta os assuntos esportivos (dificuldades financeiras de grandes clubes desportivos), o turismo, as exportações e importações, o mercado de capitais e investimentos, e salienta assuntos relativos à educação e ao campo artístico e cultural que sofre de restrições financeiras.

Em relação a esse Mapa de Ingresso sobreposto ao Mapa do Brasil Independência, farei ainda algumas considerações. Acontecem geralmente dois eclipses solares e dois lunares a cada ano. Portanto esse eclipse Solar será seguido por um eclipse lunar quatorze dias depois, ou seja no dia 04 de abril, com a Lua em Libra, mesmo signo do Ascendente do Mapa do Ingresso. Quando a astrologia analisa o efeito de um eclipse considera principalmente que o Sol representa justamente a fonte principal de nossa energia de vida. Em astrologia mundial, o Sol representa o chefe, o rei, o presidente, o ditador, ou seja, aquele que está no comando. Ele também tem o significado da energia masculina ou Yang. No microcosmo, ou seja, no indivíduo, o Sol representa a energia vital, mas também a racionalidade e a razão. A Lua representa a Luz refletida, não possuindo uma energia própria. Ela possui uma energia passiva e receptiva, portanto feminina ou Yin. Em mundial ela representa o povo, a comunidade, e no indivíduo tem relação com o emocional, com o sentimento e indica o desejo de mudança. O “casamento” do Sol e da Lua representa uma rara ocasião para que o racional e o emocional se encontram num diálogo. Porém, quando acontece um eclipse lunar, o dialogo se rompe.

No momento do eclipse solar estaremos percebendo o último suspiro da energia pisciana, aquela que se relaciona com o carma, o sofrimento, a submissão, o sacrifício, a ilusão e o sonho. Ela corresponde também ao Arcano do Enforcado do Tarot que possui o mesmo significado. Mas logo após essa configuração cuja energia permeia o cosmo nos próximos seis meses, eis que o Sol muda de signo, secciona a linha do Equador Celeste e inicia a sua caminhada (aparente) no signo de Áries. Primeiro signo da roda zodiacal, Áries é regido por Marte, o Deus da Guerra, da Ação, da força de vontade. A meu ver essa mudança de energia funcionará como um gatilho que irá acender uma “grande luz de energia” capaz de acionar um movimento de dentro para fora, como quando acontece uma explosão. Essa ação energética deve servir para nos acordar e nos fazer refletir sobre os ciclos causadores de crises como a atual. De fato ele acontece na Casa 2 do Mapa do Brasil, que corresponde aos bancos, aos bens materiais e produtos da terra, e consequentemente a tudo aquilo que nos dá alimento e segurança. Nessa Casa está o planeta Plutão no Mapa Natal do País, planeta que reúne em si uma enorme energia explosiva (e implosiva) e transformadora, e que rege o petróleo, os minérios, os produtos do subsolo, mas também significa o caixa dois e a corrupção (entre outras coisas) e as falcatruas, as manipulações. Portanto esse eclipse solar atinge diretamente essa área de experiência do coletivo, promovendo uma grande explosão de sujeira , o que nos obriga e obrigará a fazer uma grande limpeza geral. Afinal já estamos assistindo a essa faxina, também pela ação do transito de Júpiter (em Leão e em retrogradação), que representa a justiça e no mapa do ingresso e  encontra-se na Casa 10 (Mapa do Ingresso), em conjunção com Vênus e com o Nodo Sul na Casa 6 do Mapa do Brasil, e Saturno (Mapa do Ingresso) encontra-se na Casa 2 que no Mapa do Brasil corresponde a Casa 10. Espero que possamos colher essa oportunidade para que a faxina seja completa.

Enquanto isso, a quadratura entre Saturno e Netuno salienta os problemas sociais, o drama dos excluídos, e promove ações sociais em prol dos menos favorecidos e outras iniciativas humanitárias. Netuno rege o socialismo, mas também as águas e Saturno indica que a escassez de água chegou para ficar. Nesse país onde tudo é exuberante, a natureza é pródiga e as águas são abundantes, estamos sendo definitivamente chamados pelo Cosmo a assumir nossas responsabilidades diante do desperdício. Consequentemente, assistiremos a manifestações públicas de grande impacto, nas redes sociais e nas ruas, defendendo várias causas econômicas e sociais, e nem sempre elas serão pacificas, pois que Marte, regente do Ano Solar, estará expandindo ainda mais a sua energia de violência e de guerra. Marte encontra-se na Casa 3 do Mapa do Brasil, área que corresponde à comunicação, à mídia, aos transportes, às ruas, e também aos estudantes e aos jovens. Não faltarão, portanto, agressões verbais seja por parte da mídia ou por parte das pessoas, especialmente no trânsito onde assistiremos ao aumento de acidentes. A insatisfação gerada pelo arrocho econômico (Vênus em trânsito em conjunção com Saturno Natal) poderá recair sobre a presidente que sofre com a baixa de popularidade e que sentirá ainda mais a pressão promovida por Saturno, que continua em trânsito na Casa 10 do Mapa, ou seja no Meio do Céu do Brasil.

Nosso planeta passa por uma grande transformação, o que nos obrigará a descobrir novas formas de viver diante do medo e das incertezas precisamos nos agarrar em nossos valores, éticos e morais para sobreviver. Basta abrir a televisão para constatar que a Terra, como um todo, já está em processo de transformação. O mundo está cheio de tensões, de guerras, de confrontos. A destruição, porém deverá ser seguida pela reconstrução. A vida é feita de ciclos. Existem crises e catástrofes de todo tipo espalhando instabilidade e medo, mas existem movimentos de reconstrução e sinais e ação positiva. A ciência fazendo progresso. As nações se unindo contra o terror. No mundo globalizado não faltam exemplos de movimentos sociais positivos. Portanto, devemos pensar que, se cada um de nós fizer a sua parte, canalizaremos toda essa energia de maneira positiva. Faremos as mudanças necessárias e enfrentaremos as situações mais difíceis com coragem e determinação, mesmo se, em consequência de nossas escolhas tivermos que enfrentar a dor e o sofrimento. Não existe mudança sem dor. Não existe transformação sem perdas.

Um Feliz Ano Novo Solar a todos!

São Paulo, 21 de março de 2015
Graziella S. Marraccini

Sobre o Autor

Graziella Somaschini Marraccini, dirige a Sirius Astrology - empresa de serviços que fornece consultoria astrológica. Graziella iniciou seus estudos básicos de astrologia no Instituto Paulista de Astrologia, e aperfeiçoou-se no Centro de Pesquisas Astrológicas Hermes, ambos em São Paulo. Atualmente é membro ativo do CNA - Central Nacional de Astrologia, com sede em São Paulo. Italiana de nascimento e radicada no Brasil, fala correntemente o francês, além do italiano, português, inglês e espanhol. Contribuiu também com sua orientação para a elaboração da matéria 'A Casa do Signo' para a Revista Claudia-on-Line da Editora Abril em 2000. Em abril de 2003 a revista feminina Marie Claire publicou uma matéria de Cabala sob a sua orientação. Várias vezes foi entrevistada em programas de TV e Rádio, especialmente de São Paulo. Participou de vários programas de TV, inclusive da TV Mulher, SBT, TV Comunitária Canal 14, TVA, Rede TV, e na TV Alphaville, onde pôde expor os seus conhecimentos e teorias sobre os assuntos ligados à Astrologia. A revista Claudia do mês de março de 2004, publicou sob sua orientação um artigo sobre "As 7 Leis da Sabedoria" ou seja, as Leis Herméticas. A revista ESOTERICA do mês de Novembro de 2004 trouxe uma interessante matéria sobre Cabala sob sua orientação. A revista Tititi publicou as suas previsões sobre o ganhador do BBB (o alemão) e o Jornal da Tarde publicou matéria sobre Astrologia e Inerno astral em 2006. Em fevereiro de 2008 orientou a atriz Denise Fraga na elaboração de sua personagem - Bia - na mini-série da TV Globo "Queridos Amigos" da escritora e dramaturga Maria Adelaide Amaral. Dominando vários idiomas e tendo uma formação eclética, Graziella nunca deixou de estudar fazendo cursos livres, assistindo palestras e adquirindo livros seja em português, francês, italiano, inglês e espanhol, ampliando desta forma o seu conhecimento pessoal no campo da astrologia e no campo da cabala e do esoterismo. Participou de vários congressos de astrologia organizados pela CNA-Central Nacional de Astrologia em novembro de 2008 quando apresentou as Previsões Astrológicas para o Brasil em 2009. Apresentou uma palestra sobre Astromedicina na GAIA em 2010. Profunda estudiosa de ocultismo, estudou o Tarot e a Cabala, e começou a aplicar os princípios cabalísticos no estudo da astrologia. Através da Internet e do seu site pessoal: www.astrosirius.com.br assim como sua colaboração com o portal http://somostodosum.ig.com.br onde publica uma coluna semanal e,um horóscopo com orientação semanal.Divulga também o Céu da Semana no Youtube, onde podem ser encontrados também varias publicações de Conversando com as Estrelas, programa que manteve durante dois anos na TV de INTERNET, ORKUTV entre 2010 e 2012. Associada e colaboradora da CNA tendo organizado Circuitos, Encontros astrológicos - ENAC – e outras atividades da associação. É atualmente responsável pela Coordenação Regional do Núcleo Social por São Paulo.

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *