Lunação virginiana solicita atenção e cuidados extremos, principalmente com relacionamentos

25 de agosto de 2014 Arquivo no comments

A LUNAÇÃO VIRGINIANA

25/8/2014 – 11:13

* Sol e Lua opostos a Netuno
* Marte Conjunção Saturno – Ambos em quadratura com Vênus e Sextil com Mercúrio
* Mercúrio Quincúncio Urano e Semi-sextil com Vênus
* Júpiter – Sem aspectos (independente)

Enquanto o Sol nos impulsiona para um objetivo que atrai nossa essência e tudo o que em nossa existência decorre dela a lua vai mostrar também o que nos faz ter a sensação de segurança e bem estar. Mas isso fica centralizado no corpo emocional quando estamos avaliando “as condições lunares”.

Em virgem nada é mais agradável do que tudo saindo dentro do planejado e daquilo que se programou. Quanto menos imprevistos melhor, pois não há necessidade de mudanças de postura repentinas e que não dêem tempo para uma reflexão e análise mais criteriosa. O improviso/imprevisto/surpresa são assustadores para a vibração virginiana, pois desestruturam.

Essa lunação virginiana solicita atenção e cuidados extremos. O momento é delicado e precisa ser compreendido da forma mais ampla possível… Principalmente cuidando das relações interpessoais. Toda e qualquer diferença de opinião, posturas e idéias está contextualizada atualmente num ambiente arisco, violento e com tendências a intercâmbios mais “bélicos”. Há momentos em que “nunca é demais” invocar as vibrações de amor, harmonia e paz. Optar invariavelmente por esse caminho deverá ajudar muito.

Ainda há algumas situações astrológicas citadas no início que reforçam uma necessidade de controlar os acontecimentos e suas consequências, em geral tentando mostrar ao mundo “onde o mundo está errado”. Uma postura ditatorial nas ações e na postura com a qual se enxerga aquilo que individualmente se pensa estar errado. Há um impulso agressivo disponível e de fácil acesso que fica visível na forma de buscar esse tipo de controle. Haverá sempre oscilação entre a discreta humildade virginiana e o ego sendo inflado quando se tem “absoluta certeza” de que algo está fora do lugar. A crítica virginiana não se atém a buscar imperfeições, mas agora há a necessidade de apontá-las, enfatizá-las, aumentá-las e criar polêmica para que tudo fique muito bem visto, e quem sabe esclarecido.

As energias com maior poder de contenção estão voltadas justamente para essa visão restritiva e focadas apenas em encontrar a qualquer custo algum bode expiatório para ser alvo de críticas, ou seja, depositário das frustrações pessoais que ainda não encontraram um canal adequado/maduro de expressão ou transmutação.

Claro que não é fácil… Nada fácil mesmo… Mais um motivo para haver um esforço ainda maior para manter o respeito às diferenças, com a harmonia e a paz como metas a serem alcançadas.

Em se tratando de marte junto com saturno em escorpião é realmente um momento para tomar cuidado em não deixar transformar diferença de opinião em inimizades, em geral com uma comunicação carregada de agressividade e/ou atitudes extremadas, radicais e com poder de criar rompimentos definitivos entre pessoas, sejam elas próximas ou não… Pega leve…

Virgem, o “cri cri” do zodíaco, encontra aí um amplo campo para usufruir da sua visão crítica, que tem grandes tendências a se tornar bastante incômoda para quem está muito perto. A tolerância em ouvir críticas também está praticamente zerada, e são esperados alguns exageros podendo gerar uma crise em um patamar de profundidade crítico.

Júpiter em leão também pode pressionar as pessoas a “inflarem” o próprio ego em função daquilo que elas acreditam. Há um toque de egocentrismo que encontra o canal do fanatismo ideológico para se posicionar e “aparecer” perante o mundo.

Por outro lado, virgem trava as emoções pela necessidade de passar todo e qualquer sentimento por um procedimento mentalmente burocrático de análise crítica. Só se pode sentir aquilo que o resultado dessa análise sintetizou. Esse procedimento desacelera alguns processos de forma positiva, como uma reação mais explosiva ou intempestiva, mas não deixa de gerar o mesmo tipo de “bolo energético interno” que gera a mesma pressão. Apenas o caminho vibracional que ele percorre é diferente e a tensão virginiana acaba naturalmente sendo direcionada para a postura de um “olhar crítico” que sempre busca qualquer imperfeição para poder aperfeiçoar/criticar/organizar.

Esse conjunto de situações onde o ego é inflado em função das próprias ideologias, onde as ações são carregadas de um olhar castrador e restritivo da liberdade em função da necessidade de controlar os acontecimentos assim como a sempre atenta e perfeccionista lua virginiana (com mercúrio também em virgem) resultam em um amplo espaço para desentendimentos e excessos de críticas em relação a qualquer pensamento que não seja “o meu”. Evitar que essas vibrações em conjunto atuem de forma negativa é um grande desafio que está presente em cada momento, em cada segundo.

Superar diferenças é saber conviver com elas e não exterminá-las. Isso tem outro nome…

Perceba que o momento astrológico mostra que não precisa haver motivos relevantes para uma divergência se tornar uma guerra. Essa sintonia pesada está presente no ar e precisa ter sua sintonia evitada utilizando outras mais sublimes para dar conta de um momento bastante intenso.

Massss…

Antes de entrar precisamente nas possibilidades de transmutar essa energia densa em algo mais leve e harmonioso é bom procurar ter uma visão individual e coletiva sobre “o que está acontecendo” nesse momento?

Essa densidade não vem apenas pra “encher o saco”. Ela tem uma função de abrir baús e mostrar segredos. Quer você goste ou não, queira ou não, essa vibração transformadora não pode ser evitada…

Há uma função ativada de mostrar a verdade de cada um e exatamente aquilo que cada um pensa/sente/acha/intui/etc… Mostrar para os outros e trazer a tona até mesmo para cada um ter a possibilidade se ver de forma mais fácil e inevitável. Isso fica evidenciado na forma de se posicionar de cada um que desnuda a essência e a personalidade de todos de forma implacavelmente transparente. Quanto mais se posicionar mais sobre você estará expondo, pois há presente um impulso incontrolável por defender as próprias ideologias com afinco e paixão e exageros são esperados sempre com Júpiter em Leão.

Em consequência desse “aprofundamento” do conhecimento sobre a essência do outro assim como o aumento da própria exposição do “eu” há uma necessidade interna de se reestruturar em função desse novo conteúdo que as pessoas, situações e o mundo estão trazendo. É uma reconstrução de todas essas “reações químicas” das relações interpessoais que antes eram muito mais estáveis. Algumas dessas pessoas, situações ou mesmo idéias formavam uma base sólida com laços estruturados e que alicerçavam um importante núcleo de sustentação psicológica.

Agora as verdades de cada um surgem com mais nitidez e então são esperados novos rompimentos e novas conexões de acordo com essas novas realidades… É também um processo de limpeza que visa em última análise aprimorar a forma com a qual o ser humano se relaciona, substituindo relações falsas ou “já sem sentido” por outras conexões que tenham vínculos com esse “eu” que agora cada um também consegue enxergar em si mesmo.

Outro fator é justamente a importância da observação de si mesmo. Como você tem estado psicologicamente e emocionalmente? Quais tipos de impulsos estão atuando com mais força no seu self e que por vezes gostaria que não aparecessem? Olhar para si mesmo é a única forma de cada um melhorar e buscar mais harmonia interna e nas variadas experiências cotidianas. Cada um tem um canal aberto para mergulhar e buscar dentro de si mesmo o próprio amadurecimento visando sempre elevar o nível de felicidade e agora isso é muito necessário e não apenas indicado.

Todo impulso desarmônico ou tenso pode e deve ser trabalhado com a substituição dos canais pelos quais essa energia passa dentro de cada um. Uma revolta, por exemplo, com capacidade de gerar um comportamento agressivo NÃO É uma energia que possa ser “desintegrada” ou deixada de lado. Ela vai continuar ali até encontrar algum canal para atuar. Não se deve tentar simplesmente reprimir um ato por que ele não é “socialmente positivo”. Algo tem que ser feito com essa energia para que ela não se torne matéria prima de doenças psicossomáticas. Essa energia VAI pra algum lugar, então melhor quando se pode direcioná-la para fins positivos, certo?

Com a vibração vindo à tona, de um jeito ou de outro o que se pode fazer é buscar aprimorar/abrir canais que façam um melhor uso dessa intensidade. Algumas pessoas podem se encontrar fazendo um esporte se tiverem um mapa “com muito fogo”. Ou alguma atividade intelectual se for muito “ar”… Uma atividade artística é bem-vinda… Em geral canais criativos, intelectuais, artísticos e esportivos são os mais indicados para dar conta da transmutação de qualquer vibração negativa em algo bom. Cada um deve saber encontrar dentro de si (o estudo de cada mapa natal ajuda muito) o que é necessário para vencer é o “impulso de NÃO utilizar” esses canais positivos.

A pressão emocional do momento sempre sugere que “exploda” e extravase essa emoção no momento em que ela surge ao invés de forma madura segurar a onda e buscar por algum tempo algo que dê conta dessa vibração que nesse momento fica um pouco represada. Mas ela não pode ficar aí represada pra sempre e nem explodir como uma bomba então e hora de olhar para o próprio mapa e pro “eu” e verificar quais são os SEUS CANAIS que dão conta das energias mais densas e que te trazem para um nível de maior tranquilidade psicológica e emocional.

Aproveite para desacelerar os processos mentais que julgam rapidamente as situações. É o corpo emocional quem pede a reação momentânea totalmente desprovida de qualquer tipo de filtro ou maturidade. A mente analítica deve estar equilibrada para não ser manipulada pelo desejo do ego de explodir uma emoção inflamável. É trabalhoso e necessário que se dê conta dessa intensidade de forma equilibrada e visando a manutenção da harmonia.

A compreensão que o momento e a pressão coletiva e individual são enormes deveria gerar em cada um a iniciativa de reestruturação do tempo de vida, de forma a possibilitar que se introduza alguma atividade com função de “válvula” de escape. Isso não deveria mais ser visto como lazer ou luxo, mas sim um tratamento, preventivo ou corretivo, MUITO necessário para a manutenção em curto, médio e longo prazo da saúde mental e física.

LUZ PAZ AMOR HARMONIA PROSPERIDADE

Carlos Falcão

Sobre o Autor

CNA (Central Nacional de Astrologia)

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *