Lua Nova de Peixes – Quando a alma transcende

25 de fevereiro de 2017 Artigos, Ciclos Astrológicos, Eclipses, Lua Nova / Lunação 1 comment

Quando a alma transcende

 

tumblr_o59l8jRPsq1uno395o1_1280

 

 

A cada ciclo lunar nossa alma chama atenção para algum setor de nossa vida. A pauta daquele ciclo será configurada pelo signo em que se encontra a Lunação, os aspectos que recebe e como se relaciona com os pontos do Mapa Natal individual. Pode-se dizer que a cada ciclo mergulhamos um pouco mais em alguma questão e todos esses fatores envolvendo a Lunação (signos e aspectos) representam o tipo de água em que mergulhamos e os desafios e oportunidades que vamos encontrar. Mas duas vezes por ano, em média, o mergulho é mais profundo, que corresponde aos Eclipses. A luz do Sol (consciência) será parcialmente bloqueada pela Lua (alma). A sombra será confrontada e trará aquelas questões que muitas vezes varremos para debaixo do tapete em nosso subconsciente.  Neste dia 26 o Eclipse será no signo de Peixes, e no mesmo dia acontece ainda a grande conjunção de Marte e Urano.

 

Será um dia interessante por assim dizer, mas o que chama atenção que pode ser muito associado à Peixes é que no dia acontece a maior premiação do cinema, o Oscar. Mais curioso ainda é que o filme mais indicado e cotado a levar muitos prêmios tem uma analogia interessante com o signo e este Eclipse.

 

O musical La La Land, dirigido por Damien Chazelle, é basicamente uma história de amor entre Mia (interpretada por Emma Stone), uma atriz iniciante e Sebastian (Ryan Gosling), pianista. O filme começa com pessoas no trânsito ouvindo música em seus carros e, sem motivo algum, todos saem e começam a cantar e coreografar. Logo em seguida os heróis do filme são apresentados. Mia tem o sonho de se tornar uma grande atriz enquanto Sebastian quer abrir sua própria casa de jazz. Em um momento de frustração de seus sonhos os dois se encontram e começam a viver um romance singelo até desencadear uma paixão fervorosa, tudo isso ao som de música alegres, sapateados e levitação entre as estrelas do planetário. É o cenário perfeito de um sonho. Mas o que suas almas desejam, seus objetivos iniciais no filme não estão sendo realizados. É aí que vem aquela dose de realidade bem dada. Muitas vezes um grande amor precisa ser sacrificado para que outro seja concretizado. A vida não é sempre bela e justa como em um musical ou filme, muitas vezes nem se tem motivo para cantar. No final Mia e Sebastian imaginam que as coisas poderiam ter sido diferentes, mas não foram.

 

La La Land (La La Land – Cantando Estações, de Damien Chazelle, EUA, 2016)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao observamos a configuração celeste do Eclipse, este está em conjunção com Mercúrio e Netuno, ambos em Peixes. O cenário de fantasia e imaginação está montado. Mergulharemos num oceano que contém nossos sonhos e aspirações. Pode ser lindo num primeiro momento, mas o perigo está em cultivarmos aí uma expectativa que mais adiante não se apresenta real. Netuno pode ser um planeta associado às artes, à fantasia e à música, mas não é tão belo assim quando lida com questões muito subjetivas e subconscientes nossas. Pode-se pintar algo de belo quando de fato não é, mas não se enxerga isso porque talvez seja mais fácil (ou menos doloroso) negar algum fator. Mas quando estiver mais mergulhado na questão as coisas poderão ser vistas com mais clareza. Sacrifícios podem ser feitos neste processo, mas que levarão a uma profunda ressignificação da questão envolvida por este Eclipse e acontecer algo parecido com Mia e Sebastian que no final foram em busca do que fazia sentido a eles.

 

Lunação de Peixes – 26/02/’2017, 11h58′, Brasília- DF

 

 

Apesar de efeitos de Eclipses terem uma duração que transpassa o tempo usual de uma Lunação, por ser um impacto mais forte, vale observar no momento da Lua Cheia que há justamente uma oposição a Mercúrio e quadratura a Saturno. O que você não está querendo enxergar que é mais fácil se iludir? Que sonhos talvez cultive quando na realidade nada tem a ver com o que faz sentido para sua alma e essência?

 

Lua Cheia de Peixes – 12/03/’2017, 11h53′, Brasília- DF

 

Mas podemos mergulhar ainda mais fundo para resgatar aquilo que acredito ser mais a essência deste Eclipse e do signo de Peixes e melhor condiz com o momento que vivemos. Já que o assunto é Peixes e cinema é basicamente uma arte de ilusão, utilizo aqui  outra referência cinematográfica, desta vez pouco conhecida e divulgada por aqui.

 

https://www.youtube.com/watch?v=VM27hunyDTA

 

Poesia (Coreia do Sul, 2010), dirigido por Lee Chang-Dong, retrata Mija, uma senhora em seus 65 anos um pouco excêntrica e absorta em sua própria visão de mundo. Ela se interessa em iniciar um curso de poesia, pois desde criança lhe disseram que tinha alma de poeta. No decorrer da história, Mija lida com a falta de sensibilidade das pessoas para com sua iniciativa, além de ser diagnosticada com início de Alzheimer e, o pior de tudo, lidar com o caso de estupro coletivo de uma garota da escola local que envolve seu neto, que vive sob seus cuidados, e que acabou em suicídio. Mija é uma senhora de extrema sensibilidade mas vê seu mundo confrontado pela realidade crua e triste, decepcionada com seu neto e desamparada quando os pais dos outros meninos envolvidos no estupro reunem-se para juntar uma quantia significativa de dinheiro para abafar o caso. Ao longo da trama vemos uma verdadeira jornada de autoconhecimento e uma fusão acontece entre Mija e a garota que cometeu suicídio, mesmo elas não tendo se conhecido, o que se consagra no poema escrito por Mija, entregue ao final de seu curso.

 

Hoje também se configura a grande conjunção Marte/Urano, que quadra Plutão e opõe Júpiter, este que é um dos dispositores do Eclipse em Peixes. Nota-se que vivemos em um momento de extremismos e qualquer ação pode provocar uma reação mais exagerada. Devemos assumir partidos, ser contra ou a favor de algo e ainda ser militantes pela causa que apoiamos. Ao se deparar com um grupo de opinião divergente da sua instaura-se um verdadeiro clima de guerra em que você deve lutar para defender suas convicções ou ser engolido por argumentos (muitas vezes vagos) que te coloca em um patamar humano mais inferior. O que Mija desenvolve ao longo do filme, e o que perdemos muito neste momento, é uma das características mais humanas e até mesmo divina associada ao signo de Peixes: empatia.

 

Ilusões, frustrações e decepções que podem acompanhar Netuno e este Eclipse reflete um momento de extrema sensibilidade em que devemos olhar mais para dentro e nos conectar com aquilo que faz sentido à nossa alma. Em La La Land, Mia e Sebastian precisaram fazer isso através do sacrifício. Em Poesia, Mija absorveu toda a tristeza que ocorria em sua volta e o fez através da escrita. Em meio a tanta turbulência de decepções com a realidade precisamos resgatar o que temos de valor em nós.

 

Marte com Urano em Áries vem pedir justamente a libertação em prol da individualidade, mesmo que implique em perdas e vá contra nossas convicções. Mas o Eclipse também indica que devemos neste momento fazer o movimento interno e olhar o que o subconsciente nos traz, encarar toda aquela sujeira que varremos e nos conectar de novo com o que realmente somos. Como? Através da arte, da música, da dança, da poesia, da escrita, da oração, da meditação, do servir e ajudar ao próximo. Ter empatia é se colocar no lugar do outro, sentir sua forma de enxergar o mundo e sua história, não culpar ou apontar, mas compreender e acolher, pois o outro pode estar precisando tanto disso quanto você. Isso se reflete até mesmo nos dispositores deste Eclipse, Netuno em Peixes e Júpiter em Libra. Uma relação justa só acontece quando somos capazes de compreender que o outro possui tantas falhas quanto nós, possui sonhos e convicções que podem não convergir com os nossos, mas mesmo assim queremos seu bem, queremos olhar de igual para igual. Trabalha-se o perdão, não no sentido de perdoar o outro, mas perdoar em nós mesmo aquilo que projetamos no outro.

 

 

Vale, mesmo neste clima de festas, buscar algum momento seu, um momento em que possa se conectar e escutar o que sua alma está pedindo de fato. Sente-se confortavelmente e escute aquela música que transporte você para este mundo. Resgate toda aquela dor pela qual já passou e dê um novo significado a ela, busque um novo sentido para a forma como você encara o mundo. Assim os nós se desatam, o véu da ilusão cai e se desperta do sono da animosidade.

 

https://www.youtube.com/watch?v=OCexJCNWSwg

 

Pisces (Nhộng Creative Studio, Vietnam)

 

Sobre o Autor

Astrólogo formado pela Humaniversidade e Gaia - Escola de Astrologia. Atualmente colabora com horóscopo e matérias para o portal da revista Glamour.

One comment

  1. Adalton Jr
    Posted on fev 25, 2017 at 5:39 PM

    Tenho ascendente em peixes ♓ no grau 12, sensibilidade em alta beste dia?

    reply

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *