Dia 01/03 terá Lua Nova em Peixes

27 de Fevereiro de 2014 Arquivo Comentários desativados em Dia 01/03 terá Lua Nova em Peixes

Lunação Pisciana – Por Carlos Falcão **

01/3/2014 – 05:00 (Lua Nova) 
Peixes sendo o último signo traz algumas diretrizes de obrigações astrológicas. Seja de qual jeito for agora você terá que finalizar seus ciclos porque em breve Áries vem aí carregando uma “nova história”. É o momento de “entrega” da totalização de todo o trabalho realizado no percorrer do caminho trilhado pelas 12 lunações.

A intuição e a percepção no corpo emocional do que o “coletivo sente” estarão ativas tanto oferecendo quanto o mesmo potencial para atrapalhar a visão durante a caminhada. Peixes é um signo tão intenso quanto sutil e imprevisível. A intuição recebida sob a forma de impressão emocional é tão sutil que se torna praticamente impossível reproduzi-la de forma raciona, verbal ou linguística. Um conjunto de vibrações momentâneas com um tempero específico se torna impossível de ser descrita com precisão. Esse tipo de situação tende a surgir e vai mudar a força, intensidade de acordo com o posicionamento do arquétipo pisciano em cada mapa natal.

Toda vibração que possa impulsionar as resoluções e finalizações de assuntos internos elevando a sensação de bem estar é favorecida. Mesmo caminhos negativos acabam sendo momentaneamente escolhidos pela obrigatoriedade em ter que concluir assuntos, mas acabam dando a impressão de algo bom, pois o alívio da pressão é maior do que a velocidade com a qual as situações são processadas, principalmente em se tratando de peixes. Atitudes como compreensão ampla, perdão, aceitação das diferenças impulsionam o próprio Ser para fazer com que qualquer situação tenha meios de ser compreendida. O perdão é uma vibração pisciana importante. Perdoar não é algo a se fazer “pelo outro”, mas simplesmente uma limpeza da “própria lixeira” e libertação das vibrações negativas existentes em si mesmo e que são decorrentes das suas próprias expectativas. É um trabalho consigo mesmo e não depende da conexão com o coletivo, mas sim da própria força de vontade.

A Lua Nova em peixes traz a lunação do Amor incondicional, que oferece caminho de resolução para qualquer adversidade ou desavença. Isso envolve o trabalho relacionado à capacidade de perdoar… Principalmente a si mesmo por ser “apenas” a semelhança Dele e não o Próprio. O nível de exigência em relação ao mundo ideal deve ser trazido para um patamar saudável e isso é sempre um desafio pisciano. Trabalhar também a compreensão ampla envolve conseguir lidar com aquilo que realmente incomoda psicologicamente, e que tem que ser “evacuado” de alguma forma. Lidar com os lixos e impurezas humanas pode requerer uma dose mais elevada de firmeza de intenção em caminhar pela harmonia, porque os testes nunca são fáceis quando se trata de situações piscianas que afetam o bem estar psicológico de forma sutil e em geral inconsciente.

A ilusão também pode trazer uma aura de magia e sensação de mundo ideal conquistado para em seguida puxar o tapete e colocar cada um de volta na realidade que lhe pertence. Às vezes um chacoalhão é bem vindo, mas uma desilusão no estilo pisciano costuma ser bastante amarga.

Se obrigatoriamente há que se finalizar assuntos nessa última lunação do zodíaco, pode-se iniciar ao olhar para o “Eu profundo”, os próprios complexos e formas de existir e se relacionar com o mundo. Como um check-up geral nas qualidades vibratórias que são usadas para se relacionar com a própria vida.

Não deixa de ser importante saber respeitar os próprios limites. Nem todos devem suportar todas as dores do mundo, e como peixes se identifica com as dores alheias tem muitas vezes dificuldade em sentir “apenas o que é seu”. E ainda fica sem identificar de quem é o que se está sentindo e se perde nessa nuvem nebulosa. Em algum nível e área da vida esse tipo de vibração sutil, porém presente deverá atuar nessa lunação. Verifique com seu Astrólogo pessoal como essa lunação ativará seu mapa natal e como isso deve influenciar a sua energia e caminhada.

Em alguns momentos esse turbilhão de emoções pode gerar necessidade de criar alguma válvula de escape. Seja boa ou não. Haverá sensação de revitalização de todo o arquétipo de peixes de cada carta natal, potencializando e energizando durante esse ciclo da lua todo o contexto pisciano particular de cada mapa. A fuga e a dissimulação são vibrações piscianas que mostram a natureza “gasosa” da água pisciana e que são usadas com frequência para evitar a dor psicoemocional em situações diversas. Romper com a realidade ajuda a evitar os malefícios dela. Exagerando na dose do rompimento entramos em situações patológicas como psicose e psicopatia entre outros…

Há que se fazer o esforço que for necessário para saber se colocar dentro da realidade sem perder a capacidade de sonhar aquilo que mobiliza a busca, o amadurecimento e a perspectiva de vida. Identifique a distância entre o que sonha e o que tem e aí então é que terá também uma percepção de rumo a seguir mais definida. Mudando de sonhos (desejos) para sonhos (sono), os que sonhamos enquanto dormimos têm particular importância nesse período, pois tendem a estar muito carregado de simbolismos pessoais e que devem ser meticulosa e cuidadosamente olhados e interpretados. Sugestões ilusórias não são bem vindas nesse momento, mas qualquer ajuda em termos de aumento do conhecimento de si mesmo é sempre preciosa.

Deve haver um cuidado particular em não se tornar exigente demais com situações simples permitindo que se criem pensamentos negativistas em relação a pessoas ou eventos e situações. E as exigências não precisam ser expressas para atuar negativamente. As mais intensas que precisam ser trabalhadas (em geral em situações terapêuticas) são as mais sutis e que acionam o mecanismo que faz peixes sentir mágoas que só quem sente as conhece. E em regra são mágoas infantilizadas, relacionadas diretamente com as expectativas mais regredidas do Ego, que estão ligadas ao desejo de viver novamente as fantasias simbióticas das primeiras semanas de vida quando não havia a percepção de que Mãe e “Eu” são dois indivíduos.

Uma lunação pisciana pode sempre pressionar as pessoas para “sair da casinha” em algum nível mais controlado… Em outras situações menos. Então cabe sempre o recado de buscar manter os pés no chão e a responsabilidade em dia. Isso vale para medicações, álcool, drogas e vícios em geral. Os melhores canais alternativos sempre presente em peixes excelente para energias que não deveriam “sobrar” são as artes. A inspiração pode ser vivenciada na experiência criativa. Principalmente as artes cênicas, onde viver personagens diferentes do “Eu” pode dar vazão a uma energia que pressiona a psiquê em direção a um surto, independente da distância esteja desse limiar. A partir do momento que se realoca a vibração de um canal negativo para outro positivo, automaticamente a balança se inverte e não sobra energia para “os caminhos mais sombrios” da energia do arquétipo. Em regra quem faz isso acontecer é a própria pessoa, com o uso consciente do esforço, força de vontade, livre-arbítrio e persistência. Essa é sempre a fórmula para lidar com os próprios limites de forma criativa e com preponderância do livre-arbítrio. É também o mesmo caminho utilizado para resgatar os carmas possíveis de serem transmutados nesse momento da alma.

Agora vale lembrar que há poucos dias o Sol passou em cima de Netuno (regente de Peixes) já em Peixes. Assim como a Lua antes dessa Lua Nova também o fez. Então deverá ser uma lunação pisciana mais forte e mais intensa do que a média. Um bom guia poderá ser Júpiter que trará otimismo e confiança de cada um em si mesmo o suficiente para poder bancar as próprias emoções e lidar com a vida com firmeza desde que não se perca de vista os valores familiares que herdou e/ou escolheu carregar consigo pela vida e foi aprendido na família de origem. Outro bom aliado é Plutão que oferece caminhos “alternativos” de cura e renascimento sem necessariamente precisar destruir tudo… Ele fornece caminhos de transmutação e cura profunda. Cabe a cada um aproveitar ou não o momento de reavaliar as condições das próprias regras. Manias que vão sendo adquiridas durante a vida devem ser reavaliadas pra em seguida serem ou não “desalojadas” do seu cardápio diário de energias disponíveis.

Desavenças devem ser ultrapassadas e a compreensão deve tomar o lugar do descontentamento. A frustração em relação ao outro sempre está vinculada a expectativa própria. Então faça a parte que lhe cabe em diminuir as próprias dores, sem deixar de respeitar o limite do amor próprio. Peixes tem dificuldade definir limites e respeitar a si mesmo dentro dessa perspectiva. Por vezes o outro faz mal mesmo, e perdoar sem limites de forma a subjugar a própria existência também não consiste em uma postura equilibrada. Amor próprio sempre presente ajuda a nortear melhor os caminhos.

Pois é… Há muita energia presente e aparentemente muita coisa a ser feita durante esse ciclo lunar… Meditações, reflexões, fechamentos e idealizações para impulsionar a próximo ciclo de lunações do zodíaco que já estará dentro do Ano Novo Solar, regido por Júpiter.

LUZ PAZ AMOR HARMONIA PROSPERIDADE

Carlos Falcão

 ** Toda Lua Nova e Ingresso Solar, o Astrólogo associado da CNA, Carlos Fractal produz um conteúdo exclusivo e didático para falar da novidade para os interessados em astrologia. Confira abaixo a lunação em Peixes.

Sobre o Autor

Olá, quer fazer seu mapa astral comigo? Me envia um whatsapp 11 987853926.
Sou atual Diretora Financeira da CNA (2015-2018) e Diretora do Astroinvest (www.astroinvest.com.br). Agente 75 da C*I*A (Cosmic Intelligence Agency) e Diretora da Hub Content (www.hubcontent.com.br).
Escrevo sobre o ingresso de Vênus nos signos para o site http://agencia.cosmicintelligenceagency.com/

Jornalista e Empresária, é Astróloga há mais de 25 anos, segue a linha da astrologia moderna. Especializou-se na Faculty of Astrological Studies (http://www.astrology.org.uk/) na Inglaterra. Foi Coordenadora do Núcleo Digital e Membro do Núcleo Social da Central Nacional de Astrologia para a gestão 2012-2015. Em 2015, tornou-se Diretora Financeira da CNA. É uma das sócias do Astroinvest, portal focado em astrologia financeira e empresarial.
Começou sua carreira na área estudando em São Paulo – SP em 1990 e, em 2001, mudou-se para Londres. Estudou na Faculty of Astrological Studies com Astrólogos Internacionais renomados e experientes, alguns inclusive autores de excelentes livros, tais como Darby Costello, Clare Martin, Kim Farley, Sue Farebrother e Peta High. Participou de seminários com Sue Tompkins e Melanie Reinhart, entre outros. Entre seus autores favoritos estão Howard Sasportas, Liz Greene e Stephen Arroyo.